Artroses

 A Artrose é uma das várias doenças reumáticas existentes, sendo que o termo correto da doença é Osteoartrose.

É uma patologia com maior efeito a partir dos 60 anos, e com maior incidência nas mulheres a partir dos 50 anos. 

A Osteoartrose é uma alteração degenerativa ou doença da cartilagem articular (superfície que envolve todas as extremidades ósseas, para permitir a articulação entre os vários ossos de que somos constituídos, e assim o nosso movimento sem que os ossos se desgastem).

Devidos a diferentes fatores (Idade, alteração hormonal, peso, medicação, genética, sobrecarga desportiva, má postura, trauma, outros), essas cartilagens por deficiência de líquido sinovial (líquido que nutre a cartilagem) começam a criar atrito entre elas, e o osso que está na continuidade da articulação reage, formando os chamados vulgarmente "Bicos de papagaio", ou seja são formações ósseas anormais que deformam a articulação, e que dão dor por criar pressão e inflamação nas estruturas circundantes e que são extremamente sensíveis.

Os principais sintomas da osteoartrose são: dor, rigidez, limitação dos movimentos e, só quando é mais avançada se observa a deformação.

Artrite, é quando no processo degenerativo da artrose ocorre a inflamação articular, que causam dor e aumento de volume da articulação, devido a acumulação de líquido. 

Como Sabemos que temos Artroses?

As artroses não são passiveis de ser diagnosticadas através de análises do sangue e da urina, mas sim através do histórico clínico (dor, rigidez e limitação no movimento) e radiografias, onde se observa  redução do espaço articular, uma linha branca (esclerose do osso logo a seguir à cartilagem) e osteófitos, também chamados «bicos de papagaio».

Quais as articulações mais afetadas?

COLUNA

É uma das regiões que apresenta mais queixas e sinais de artroses, sendo a zona cervical e lombar, as mais afetadas. As lombalgias podem dar dores que irradiam para os membros inferiores e nas cervicalgias podem irradiar para a cabeça, tórax e braços.

 JOELHOS

Também chamada gonartrose, os sintomas que se experienciam neste caso são dor, atrito e rigidez. Quando a articulação inflama acumula líquido fazendo pressão das estruturas internas, agravando a sintomatologia.

MÃOS

Nas mãos pode-se observar rigidez, dor e inchaço das articulações  com forma de nódulos. Com a evolução os dedos começam a deformar impossibilitando a mobilidade e função normal. 

 PÉS

Nos pés é muito comum observar dor no movimento (sensação de choques) e deformação articular – joanete.

ANCAS

Também chamada coxartrose. Normalmente inicia com dor após período de imobilização, ao levantar, outras vezes a dor aparece no Glúteo ou a nível da virilha podendo irradiar para a face anterior da coxa até ao joelho. Pode acontecer queixar-se de dor no joelho, sendo a artrose na anca. 

 Como tratamos as Artroses?

Esta doença não tem cura. A dor reduz a mobilidade, a consequentemente surge a atrofia dos músculos e a articulação fica instável, agravando a sintomatologia e a lesão.

Assim os nossos tratamentos têm os seguintes objetivos:

Reduzir ao máximo a dor, retardar o processo degenerativo, aumentar a mobilidade e a funcionalidade das articulações, trabalhar os músculos relacionados com as articulações afetadas.

Na Thalasso após realização de uma consulta o médico e o fisioterapeuta vão planear a sua recuperação

Quais os Tratamentos que podem estar envolvidos no seu programa: 

Hidroterapia com hidromassagem, Fisioterapia/Massagem terapêutica, Osteopatia, Acupunctura.

 Medicação:

Deve seguir as recomendações do seu médico assistente.

Normalmente a medicação é para alívio dos sintomas (analgésicos), controlo da inflamação (AINE, Corticoides), aumento do líquido articular (sulfato de glucosamina e o sulfato de condroitina) e relaxantes musculares para as contracturas. 

Pode ser necessário administrar injeções intra-articulares de derivados do ácido hialurónico presente na cartilagem e no líquido sinovial, que muitas vezes aliviam os sintomas por vários meses, e injeções com corticoides nas estruturas peri-articulares (tendões, ligamentos, bolsas sinoviais) para alivio rápido da dor.

O que pode fazer para ajudar a não piorar a lesão:

Durma num bom colchão, e com uma almofada que apoie muito bem a coluna cervical. De lado apoie a perna semi fletida numa almofada, para que a articulação da anca fique relaxada.

Não ficar na mesma posição mais de 5 minutos.

Procure sempre mudar de posição e estimular a circulação e o movimento.

Sentar sempre num sofá firme e ergonómico, e sempre com as costas bem apoiadas, abdómen contraído e omoplatas juntas. De preferência pernas não dobradas para facilitar circulação.

Andar com sapatos com um contraforte resistentes.

 

Fontes

  • Berenbaum, Osteoarthritis as an inflammatory disease (osteoarthritis is not osteoarthrosis!), Osteoarthritis and Cartilage, Vol. 21 (1): 16-21, Jan. 2013
  • Mayo Foundation for Medical Education and Research, Julho de 2013
  • Sociedade Portuguesa de Reumatologia, 2012
  • H. Atkinson, Osteoarthrosis, Can Fam Physician. 1984 July;
  • Coimbra IB, Pucinelli MLC, Cavalcanti FS e Maciel FMB, Osteoartrite (Artrose): Tratamento. Rev Bras Reumatol, v. 44 , n. 6, p. 450-3 , nov./dez., 2004 

 

Contactos

(+351) 212 905 655
(+351) 916 189 585
geral@thalassocaparica.com


Av. 1º Maio 25-A
2825-397 Costa da Caparica
Portugal