Dificuldade Circulatória

Os “problemas circulatórios” poderão advir de diferentes causas as quais deverão estar sempre bem diagnosticadas para se prevenirem futuras complicações. A insuficiência venosa crónica corresponde a uma anomalia do funcionamento do sistema venoso causada por uma incompetência das válvulas que existem nas veias, associada ou não à obstrução do fluxo venoso.

   

Quais as causas da Doença Venosa Crónica?

Atualmente sabe-se que a idade avançada, o histórico familiar e o género constituem fatores de risco importantes para o desenvolvimento de doença venosa crónica.

De facto, as mulheres apresentam maior tendência para doença venosa crónica, sobretudo nos últimos 14 dias do ciclo menstrual.

Há, contudo, outros que podem ser evitados de forma a atrasar a sua progressão.

Assim, são factores de risco a evitar:

  • Permanecer muitas horas de pé ou sentado, principalmente de pernas cruzadas;
  • Um estilo de vida sedentário;
  • Permanência prolongada em lugares quentes, porque o calor dilata as veias e aumenta a estase;
  • Exposição solar prolongada, banhos quentes, sauna e vestuário quente constituem fatores de risco;
  • A prisão de ventre e o excesso de peso aumentam a pressão sanguínea venosa;
  • Uso de roupa muito apertada que comprime as veias e dificulta a circulação;
  • Uso de sapatos com salto alto ou rasos.

A gravidez e a contracepção oral podem agravar a doença venosa crónica, uma vez que os estrogénios aumentam a permeabilidade venosa e a progesterona promove a dilatação.

Como se manifesta a Doença Venosa Crónica

Os sintomas da doença venosa crónica incluem sensação de peso e dor nos membros inferiores, sobretudo no final do dia e, em alguns casos, prurido. Podem também ocorrer “formigueiros”. 

Como se trata a Doença Venosa Crónica?

É importante tratar o refluxo e a hipertensão venosa e reverter os sintomas de modo a melhorar a qualidade de vida.

O tratamento farmacológico está indicado para todas as classes de doença venosa crónica, devendo ser utilizado como adjuvante do tratamento compressivo

A compressão é a forma de tratamento mais frequentemente usada no contexto de varizes de maior dimensão, com edema, alterações da pigmentação da pele ou úlcera activa.

A compressão elástica promove a reabsorção do edema e previne a sua formação, diminui o calibre venoso e aumenta a velocidade do fluxo, reduz o refluxo na posição de pé e melhora a contractilidade muscular.

Essa compressão pode ser exercida através de meias elásticas, ligaduras elásticas compressivas, botas ou ligaduras não elásticas ou através de aparelhos pneumáticos, sendo as duas primeiras as mais amplamente usadas.

A Osteopatia, Fisioterapia ou outros tratamentos que visem a melhoria da performance circulatória pode ser um ótimo complemento ao tratamento farmacológico.

  

 

 

Contactos

(+351) 212 905 655
(+351) 916 189 585
geral@thalassocaparica.com


Av. 1º Maio 25-A
2825-397 Costa da Caparica
Portugal